Atrofia Progressiva Generalizada da Retina (PRA)

Atrofia Progressiva Generalizada da Retina (PRA)

Atrofia progressiva generalizada da retina (PRA) é uma desordem bilateral e hereditária autossômica recessiva. Tal desordem faz parte de um grupo de doenças degenerativas primárias dos fotorreceptores (cones e bastonetes), resultando em sinais clínicos similares e, por fim, em cegueira. Uma dica importante para perceber precocemente essa patologia, é o brilho mais intenso nos olhos do animal à noite, isso acontece porque existe uma estrutura atrás da retina chamada Tapetum lucidum, que reflete a luz para que ela seja absorvida duas vezes pelas células da retina, quando o animal apresenta PRA acontece um afinamento da retina e o tapetum fica mais visível e a luz mais intensa levando o animal a apresentar esse brilho no escuro já que a pupila vai estar dilatada.
 

Raças predispostas:

- Cocker spaniel

- Poodle

- Pinscher

- Shih-tzu

- Setter irlandês

- Border colie

- Collie

- Labrador

- Yorkshire

- Schnauzer

- Whippet


A detecção da degeneração progressiva generalizada de cones e bastonetes nos cães é feito por marcador (uma sequência de nucleotídeos) no cromossomo 9. O marcador genético é ligado aos cães que são clinicamente doentes, com o gene prcd para PRA. A mutação é observada no segundo códon, onde, ao invés de TGC (timina-guaninacitosina), encontra-se TAC (timina-adenina-citosina) O resultado do teste revela a representação da constituição genética do indivíduo e permite a separação de cães em três grupos: normal (homozigoto normal), carreador (heterozigotos) e afetado (homozigoto mutante).

Nós da Box4Dog possuímos a detecção da PRA em nossos Painéis, consulte-nos para mais informações.
Email: contato@box4dog.com.br OU Telefone/What's App: (12) 99211-1805.


×